sábado, 28 de março de 2009

As nossas idas à piscina sem o papá

Sábado, 7.20h da matina.
Toca o despertador.
Lá me levanto, desço as escadas, preparo o leite e como alguma coisa, como uma fatia de pizza que sobrou do jantar do dia anterior.
Subo as escadas, entro no quarto do puto e preparo-me para lhe tentar enfiar o leite pela goela abaixo com ele a dormir.
Em 99% das vezes ele acorda.
E não quer o leite.
Pego nele, desço as escadas, ligo a televisão.
Continua a não querer o leite.
Vou para a janela e chamo os cães.
Continua a não querer o leite.
Olho para o relógio.
Ele tem que comer para fazer a digestão antes da aula.
Tento na sala, na cozinha, no quarto, no escritório, nas escadas.
A ver bonecos, a brincar com os cães, a fazer desenhos, a empurrar o carrinho.
Tento tudo e mais alguma coisa e nada.
Transformo o leite em papa, abro-lhe a boca à “má fila” e lá lhe enfio duas ou três colheres.
As suficientes para ele não ter fome antes da aula.
Entretanto já são quase 8.30h e eu já estou tão cansada que começo a pensar em desistir de ir.
Coloco-o ao pé do pai e vou vestir-me: fato de banho, fato de treino e ténis.
Preparo os sacos. São dois. Para o meu roupão e o dele, os meus chinelos, as toucas, as fraldas normais, as da piscina, o fato de banho dele, os dodots, os iogurtes e o leite para ele, um chocolate para mim, o biberão da água para ele e uma garrafa de água para mim. A minha carteira, o telemóvel, o boné e o gorro, a manta por causa da diferença de temperatura, a máquina fotográfica pelo sim pelo não.
Depois visto-o a ele, que já está cheio de sono.
Saio de casa um bocado mais cedo para ele adormecer já no carro.
Chegamos, procuro um bom lugar para estacionar e ficamos 10 minutinhos a fazer tempo no carro para ele dormir. Eu jogo tetris no telemóvel.
Saio do carro, ponho um saco de um lado, outro do outro. Acordo o puto, visto-lhe o casaco e lá vamos nós.
Descemos as escadas, passamos por não sei quantas portas até que chegamos à piscina.
Os balneários com ele são para esquecer. Não tenho onde o colocar. O que me safa são as três camas de massagem que existem mesmo à beira da piscina. Ocupo uma delas. Dispo-o a ele primeiro por causa do calor. Ele está histérico a ver os meninos mais velhos na piscina, por isso não é uma tarefa fácil. Quando finalmente me dispo a mim – às prestações porque ele só quer tentar ir para o chão - já estou a transpirar.
Chega a hora e lá vamos nós. Rimos, nadamos, mergulhamos, saltamos. Cerca de 30 minutos depois saímos e voltamos a ocupar a bela da cama das massagens. Como não uso o balneário tenho que vestir a roupa por cima do fato de banho molhado. Visto-me primeiro para ele não ficar vestido à minha espera naquele calor abrasador. Fico logo toda ensopada.
Depois tento dar-lhe um iogurte. Lá marcha com alguma brincadeira pelo meio. Depois visto-o, o que não é fácil por causa da agitação que continua na piscina.
Pego nele, nos sacos e lá vamos nós.
Enfio o puto no carro, sento-me em cima de uma toalha para não molhar o carro.
Quando chegamos a casa ele está a dormir. Enfio o carro na garagem e resolvo deixá-lo dormir um bocado. Abro a janela e recosto-me para trás. Adormeço também. Quando acordo estou gelada porque continuo com o fato de banho molhado por baixo do fato de treino. Ele continua a dormir. Saio do carro, atravesso o jardim a correr, subo ao quarto, mudo de roupa. Penso que para a próxima tenho que deixar a roupa para vestir cá em baixo ou mesmo na garagem. Volto para a garagem. Ele continua a dormir. Eu continuo gelada. Lá acorda mesmo a horas de almoçar. Como dormiu que se fartou durante a tarde toda não prega olho. Eu, durante a tarde toda, não consigo aquecer. Quando finalmente chego à cama estou rebentada e ainda gelada.
E na semana seguinte, às 7.20h da manhã lá toca o despertador e eu, toda animada, vou arranjar-lhe o leite. É dia de piscina!

12 comentários:

Márcia disse...

ui fiquei cansada só de ler...como consegue entrar na piscina???? Não dá paa mudar o horário da aula???hehehhe.
beijinho

Sofia disse...

uma piquena sugestão.
Aqui por casa eu despacho tudo e so mesmo quando ja estou pronta para sair e que o acordo. Ele vai de pijama, eu ou o pai vamos prontos. Quer beber o leite bebe, não quer azar do caraças. Não há ca digestoes porque a agua da piscina esta quente e ele não come nada pesado.
Chegamos lá e usamos um fraldario, dispo-o, ponho-o na cadeirinha, dispo-me e la vamos nos. Quando a aula acaba tomamos banho juntos nos deficientes (têm uma cadeira para me sentar com ele. Basicamente dou-lhe banho a ele, visto-o e depois volto a po-lo na cadeira. Tomo banho com ele a ver na cadeira. Visto-me, vimos embora ele come e quando o ponho no carro dorme e ja esta. A casa-de-banho dos deficientes e onde esta o fraldario e ainda cabe la o carrinho, por isso é mais facil. E e uma piscina municipal, não é privada.
Bjinhos e gabo-te a pachorra!

Maria José disse...

Aí até eu fiquei cansada de ler bolas mulher, não admira que sejas super magra com esse andamento todo,estou a bricar claro mas a falar a verdade
E não dá para alterar o horário das aulas?? um bocadinho mais tarde talvez
bjokas

Isa disse...

eu ainda so fui 2 vezes.... e +e dificil... a piscina tem escadas para la chegar... nao da pra levar carrinho.... e depois ele tem medo e chora op tempo todo ... so esta bem agarrado a mim... mas eu... continuo gorda! enfimmm....

adoro a forma como contas as coisas

pedradababy disse...

Hahahahahhaha meu Deus do céu!!!! Espera só chegar a adolescência e a altura das namoradas hihihihihi
Beijos

. disse...

Pela maneira como descreves as vossas idas à piscina parece ser um grande frete para ti... Devia ser um prazer, não é? Bjs e que consigas tornar a coia mais prazenteira!

. disse...

Não sei porquê mas o meu ome não apareceu... Sou a Marina! :)

mãe pimpolha disse...

Eu costumo fazer assim, preparo tudo na véspera e eu até já saio de casa com o fato d ebanho vestido, por isso qd lá chego é só tirar a minha roupa (1 minuto)
Eu dou mama quando ele acorda e se não quer dou 5 minutos antes de entrar na piscina e nunca tive qualquer problema, porque a água não está fria.
Para conseguir fazer alguma coisa, levo o carrinho para os balneários. Chego lá e preparo-o a ele primeiro e depois eu.
Quando saimos, e ele vem cheio de frio, dou-lhe o banho e visto-o, mas sem o casaco e coloco-o no carrinho para eu me preparar.
Eu trato de mim em 5 minutos, o máximo, sempre a correr e lá saimos nós todos contentes.
Tem corrido sempre bem, mas não dispenso o carrinho, porque senão estava tramada.
Beijocas

Fabiana disse...

Que maratona!!!!!
És uma super mãe!!!!!!!!!!!!
Beijos!!!

MareSol disse...

"Este bolg faz-me bem :)"
Sim! Cada vez que eu aqui venho, fico mais satisfeita!!!
Como Portuguesa que sou, fico feliz por saber que este tipo de coisas também acontece aos outros...LOL
Beijos

Márcia disse...

tem um desafio pra vc no meu blog. passa por la.
beijinho

Gasparzinha disse...

Puxa, mas q maratona e como consegues vestir-te c o fato de banho molhado?? a mim fazia-me muita impressão, sou incapaz de me vestir ainda molhada, fico cheia de comichões!

As minha idas à piscina são mais fáceis pois a Bé tem aulas no mesmo ginásio q a minha mãe frequente, assim, cm a minha mãe tem o cartão entra p me ajudar. Enquanto eu me visto, ou dispo, a minha mãe trata da Beatriz, eu só tenho de lhe dar banho e depois a minha mãe vai tratar dela enquanto eu tomo o meu banhinho com calma.

o que eu vejo lá muitas mais fazerem é, das duas uma: ou levam o carrinho e enquanto tratam delas deixam o bebé no carrinho ou então é o pai que vai c o bebé para a piscina e as mães só tem de tratar dos bebés e não delas.
S duas sugestões q talvez te ajudem.

Beijinhos