quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Como não se deve educar um filho

Às 3h e picos da matina a trovoada chegou em força.
Eu e o pai, acordados, de mão dada.

O Vicente a dormir.

Digo eu: "E o Vicente?"

Diz o pai: "Vou buscá-lo".

E lá foi ao quarto dele, pegou no puto que dormia profundamente e lá o enfiou na nossa cama, no meio de nós. Sempre a dormir.

Ora lá ficamos os três, na escuridão total, eu a mexer-me de um lado, o pai a mexer-se no outro.
Claro que lá conseguimos acordar o puto que, no meio da escuridão, lá disse muito admirado:
"Mamã?"
Sim, estou aqui.

"Papá?"
Sim, estou aqui.

Ao fim de quase uma hora, já sem trovoada e sem dormir, eu lá digo:

"E se o fosses deitar na cama dele?"

E a noite, finalmente, continuou.

E nós cumprimos mais uma missão de bons pais: ensinar o nosso filho a ter medo da trovoada.

11 comentários:

Sofia disse...

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL
Só tu para me fazeres rir no dia de hoje!
Bjos

Maria José disse...

hehehheheheheheh
bjokas

Cris disse...

Adorei!!
;))))
Há que ensinar as coisas importantes, né??
Bjs

Hugo Freire disse...

Coitado do puto! então ele sossegado, a dormir em paz, e vocês vão tirá-lo da cama, eensinar-lhe a ter medo da trovoda? vocês nao existem mesmo! piores que pais galinhas!!!

pedradababy disse...

hahahahahahahaha, só tu! Já tinha saudades de te ler.
Beijo muito grande

Isa disse...

eh eh... voces sa demais e esse puto tambem!

beijinhos

PS. novidades no meu cantinho do puto a falar

Olga disse...

lololololololololololo Demais!Eu tb tenho medo!Mas acho que não arriscaria a ir buscá-lo!Quando acorda durante a noite não há quem o faça dormir!!!Bj

Isabel Patrício disse...

Adorei !
Fantástico,

Bjs

Maria Vicente disse...

So tu para me alegrares.
Beijoca grande

Quicas disse...

Demais!!

Rosana disse...

desculpa a ousadia.dei com o teu blog, estava a lê-lo sofregamente e dou com este post.valeu-me umas gargalhadas.
bjs