terça-feira, 21 de setembro de 2010

Noites perfeitas

Há noites assim.
Simplesmente perfeitas.
Como hoje.
Em que ninguém chorou, em que todos jantaram lindamente e foram para a cama sem stress e adormeceram sem dramas e em que eu, às 21h em ponto, já estava a relaxar no sofá.

Deve ter sido para compensar a noite de ontem.

Em que o Vicente não jantou, apesar da minha insistência.
Em que comeu queijo e leite e bolachas de chocolate.
Em que a Eva berrou desalmadamente para comer enquanto eu atendia os pedidos do puto.
Em que a Maria teve que esperar pela vez dela em pranto.
Em que tive que dar a sopa à Maria com a Eva ao colo.
Em que a Eva deitou a mão à sopa da Maria e ficou toda suja.
E eu fiquei toda suja.
E o chão.
E a mesa.
E a Maria... bem, a Maria ficou sem sopa.
E eu fui a correr fazer-lhe mais fruta enquanto ela berrava.
E ela lá comeu a fruta.
E eu limpei a mesa e o chão.
E a Maria deitou a fruta toda cá para fora.
E o Vicente pisou e correu pela casa.
E a Eva continuava a chorar.
E eu voltei a limpar o chão e a mesa.
E vesti o pijama ao Vicente sob grandes protestos.
E quando lhe lavei os dentes ele molhou-se todo.
E tive que o mudar.
E fui deitar o Vicente enquanto elas berravam.
E ele pediu água, e o carro dos bombeiros, e mais água e o João Pestana e mais água.
E deixei o Vicente a berrar para as vir acalmar.
E deitei a Eva que ficou aos berros até adormecer.
E deitei a Maria que perdeu a chupeta 500 vezes antes de apagar.

Há noites assim.
Simplesmente caóticas.

4 comentários:

Sofia disse...

Céus, antevisão do inferno :)
O que vale é que não são todos os dias assim...
Bjocas

teresa disse...

Como sempre adorei e ouso perguntar: o pai só chega quando tudo está calmo???
Bj
Teresa

Maria Vicente disse...

ihihi, imagino imagino
bjs

Mami ( Sónia ) disse...

Meus Deus Quando chegas a cama nem acreditas não é?
Deves andar exausta mas feliz :)
Beijinhos