sábado, 12 de fevereiro de 2011

You don´t know what you´ve got till it´s gone

Uma destas noite o Vicente foi para a nossa cama à uma da manhã.
E cantou.
Cantou "veio uma pulga-ga-ga mordeu-lhe o pé-pé-pé
Ai ela chora ai ela grita
Ai vai-te embora.... pulga maldita!!!".
E cantou.
Até às 5h da manhã.
E eu ameaçava: "Ou te calas ou vais já para a tua cama!"
E ele calava-se dois minutos e depois continuava.
E eu achei que nada podia ser pior do que aquilo.
Nada podia ser pior do que aquela música cantada ao ouvido horas a fio a meio da noite.
Enganei-me, claro está.
E esta noite percebi isso.
Percebi que pior do que ele ir para a nossa cama cantar é ir para a nossa cama e vomitar.
E sujar a cama toda, e sujar-se a ele, e a mim e ao pai.
Luzes acessas, grande confusão, ele a chorar.
A dizer que queria lavar os dentes.
Pior do que cantar foi mudar a cama, mudá-lo a ele, e a nós.
E ele voltar a vomitar.
Desce escadas, xarope da tosse, lençóis lavados, alguidares e dodots.
Outro pijama.
Pior foi mudar tudo outra vez.
E ele agarrado a mim, tipo carraça, e eu a pensar na pulga.
E limpá-lo todo e lavar-lhe os dentes e colocar soro no nariz que devia estar cheio de restos de vomitado.
E depois acalmar, deitar, dizer vamos dormir.
Pior do que a música da pulga foi, depois de tudo calmo e luzes apagadas ele dizer:
"Mamã.... quero água".
Suspirar, levantar, ir buscar água.
Voltar a deitar.
Ele a virar para um lado e a virar para o outro.
Pior do que dormir com ele no meio de nós, sempre por cima do édredon, quando eu e o pai dormimos os dois tapados até às orelhas, foi ele dizer: "mamã, quero ir para o teu lado".
E lá fui eu para o meio, entre um gajo e um mini-gajo que não sabem estar quietos.
Pior do que dormir com o rabo de fora, como me acontece quando ele dorme no meio, é dormir "ensandwichada" no meio deles.
E quando finalmente ele adormece.... uma delas chora.
E ele acorda.
E diz: "Mamã, vai à mana".
E eu: "Deixa estar, não é preciso".
E ele: "VAAAAIIIIIIIII!!!!! Ela está a chorar!!!!"
Pior do que a música da pulga foi eu ter que me levantar, sair do quarto quente e ficar no hall frio à espera que ela se calasse para ele achar que eu lá tinha ido.
E voltar para o quarto, e voltar a deitar-me.
E ele adormece.
E eu adormeço.
E a outra chora.
E ele acorda.

E diz: "Mamã, vai à mana".
E eu: "Deixa estar, não é preciso".
E ele grita: "VVVVVVAAAAIIIIIIIII"
E eu deixo sair um desabafo e levanto-me e lá vou eu para o hall fazer tempo até que ela se cale.
E volto para a cama e lá me consigo enfiar no meio deles os dois e ele diz:
"Mamã.... quero leitinho".
E eu suspiro e digo que não, que vomitou, que pode vomitar outra vez e que o leite faz mal à barriguinha e não sei como é que o consigo convencer.
E olho para o relógio e são 6h da matina.
E ele fala.
E eu tento dormir.
E ele mexe-se.
E finalmente adormece.
Pior do que a música da pulga é o pai levantar-se às 7h da matina animadíssimo a dizer: "Já sei como é que vou resolver o problema do cano da cozinha!".
E pirar-se.
E eu estico-me toda para o lado agora vazio da cama e ajeito-me e ouço as miúdas a "conversarem" e penso na pulga.
Pior, muito pior do que a pulga, é eu estar toda partida, com dores nas costas, de cabeça, a cheirar a vomitado e quanse sem conseguir abrir os olhos e o Vicente acordar antes das 8h da matina, fresco que nem
alface.
Mas melhor, muito melhor do que a pulga é ele colocar aqueles bracinhos pequenos à volta do meu pescoço e dizer-me: "Bom dia princesa!".
E eu dou-lhe um beijo, fecho os olhos e digo: "Vicente, canta a música da pulga!"

8 comentários:

Luisa disse...

Minha querida

Não podes deixar que o filhote esteja desde a 1h às 5h a cantarolar na vossa cama. Ele já tem quase 3 anos, já percebe bem o que pode e o que não pode fazer.

Bjs e melhores descansos

Sofia disse...

Tu consegues fazer com que uma coisa que não tem piada nenhuma tenha piada.
Mas é bem verdade, quando nós pensamos que as coisas não podem piorar...
Nós por aqui foi a Tia Anica. Até à exaustão...
Bjocas

Mami ( Sónia ) disse...

Realmente é dose!

Ni! disse...

Acabei de por uma máquina de roupa a lavar à conta de um ataque de tosse que acabou numa piscina de vomitado. Pensando bem, o que eu gostaria de ter ouvido a pulga ou até mesmo a música do Pingo Doce, vá, durante um par de horas ou dois... Raisparta a tosse.
As melhoras.

Isa disse...

sei tao bemo que isso é...sei tao bem o que nao é dormir uma noite inteira com tanta aventura...mas tu consegues conta lo e eu rio...

bjs

Anónimo disse...

Recomendava-lhe a leitura deste blog para tentar ajudar (isto, se ainda não tiver conhecimento dele):

http://redondaquadrada.blogspot.com/

O post de hoje (15 Fev 2011) mostra bem o que é educação à séria. Devia espreitar.

Imponha mais ordem e respeito no seu filho, senão um dia não tem mão nele.

Cumps,
Raquel

Ana Costa disse...

Há pessoas que sinceramente deviam olhar para elas e deixar a vida dos outros... enfim, desculpa sei que o blog não é meu, mas irrita-me situações destas.

Enfim linda, que noite.... :)

Cláudia - a mama Galinha disse...

Este "filme" já se passou aqui, mas com a diferença de não ter mais filhos a chamar, mas ter vizinhos a cuspirem-se todos na casa de banho e arrastarem bancos ou sei lá o quê e ouvir-se na casa toda e desde que se levantam + ng dorme em redor e qd finalmente durmo, alguém diz...mãeeeeeeeeee, tenho fomeeeeeeeeeeee....socorrroo
estarei eu a sonhar?
posso dormir um pouco? e acorda um marido resmungão....que se passa? não posso dormir? arghhhhhhhhhh