segunda-feira, 1 de agosto de 2011

O tempo, esse grande escultor...

E é assim, quando os meses passam e nós nos vamos esquecendo, e quando olhamos para trás e duvidamos e começamos a acreditar que afinal, se calhar, não foi assim tão grave, que um papel, encontrado por acaso, nos relembra que sim, foi grave.

E leio uma,e duas, e três vezes e de todas elas sustenho a respiração na última frase.
Uma última frase que, só por si, revela o risco corrido.
Uma última frase que podia ter sido diferente.

E percebo que a minha felicidade de hoje esteve quase a não existir.

(clicar na imagem para ampliar e ler)
(Relatório do hospital londrino após a cirurgia uterina, a laser, na gravidez da Maria e da Eva)

11 comentários:

Maria de Lurdes disse...

O que vos aconteceu foi um pequeno grande milagre daqueles a sério.
Dois.

Que bom!

Sofia disse...

:)
Isto é mesmo daquelas histórias que nos vemos nos filmes e nunca achamos que nos podem acontecer...
Já te saiu o euromilhões :)
Bjs

carmo pinto disse...

faço das minhas palavras as da Maria e da Sofia:"um pequeno grande milagre daqueles a sério.Dois."
"Já te saiu o euromilhões :)"
um bj

mãe disse...

uff... que grande euromilhões. é daquelas coisas que dizemos "nunca mais peço nada a Deus pelo resto da vida"... eu sei q tb passei por um susto na gravidez... mts parabens à Maria e à Eva e aos pais!!!!

Mãe da Tiz disse...

Au!!! Até dói...

Sara disse...

:) O importante, no fim de contas, é que elas fazem parte dos 33% que todos os bebés deviam fazer :))))).

Carla disse...

Já sigo este blog faz tempo mas nunca comentei e por vezes, apesar de o adorar, custa-me muito aqui vir. De facto foi um milagre as meninas terem nascido bem e saudáveis. Eu não tive essa sorte, perdi as minhas meninas com 32 semanas devido a esse maldito Sindroma da transfusão feto fetal. Casos como os teus são verdaeiros milagres! Desejo-te toda a felicidade do mundo, para ti e para a tua familia.

Maria Vicente disse...

Beijo p voces.

Mamã Vanda disse...

Na vida estamos sempre a dizer mal de tudo e não nos contentamos com o que muitas vezes temos, que é o melhor, a saúde, a família, o amor e a segurança, tudo o resto não interessa

Mariana B disse...

É preciso ser uma lutadora para conseguir ultrapassar tudo o que nos contou! Parabéns por essa garra e pelas filhas lindas que conquistou!!!

Mãe V e Pai T disse...

Só de pensar na hipotese já nos dói, relembra-la faz-nos sentir a linha tenue do que é e podia não ser. Vivi 9 dias de angustia que não sendo igual me tornou tão realista como qualquer mãe que "vive" essa hipotese. Por tudo isso devo dar-te os Parabéns! Foste e és uma guerreira, que como eu (sem falsas modestias) agradecemos ter o mais bonito que a vida nos pode dar, os nossos filhos! :) beijinhos!