terça-feira, 15 de novembro de 2011

A dura realidade

O Vicente queria comprar um comboio no supermercado e nós dissemos não.

Veio para casa, choramingou, fez birra.

E disse "vocês são maus porque não me deram o comboio".

E voltou a dizer. Uma, duas, três vezes.

Até que eu lhe digo: "Não te demos o comboio mas demos-te esse carro que tens na mão e todos os que tens nos cestos de brinquedos. E a tua bicicleta e o carro grande de brincar. E os livros todos e os DVD´s. E essa camisola gira que gostas tanto, e as calças e os ténis. E o leite que bebeste de manhã. E também te demos as bolachas que comeste agora e o esparguete à bolonhesa do jantar. Também te damos a cama onde dormes e a casa onde moras e o automóvel onde andas todos os dias, e damos-te a escola, e o inglês e a piscina. Somos maus, somos?".

Ele ficou a olhar para mim calado.

Eu insisto: "Responde à mãe: somos maus?".

Ele força a tosse e diz: "Não consigo falar, estou cheio de tosse".
 
E vai-se embora

6 comentários:

jmalho disse...

Ah mãe! com uma dessas também eu me engasgava :))

bjo

Ana Costa disse...

ahahaha mto bom!

Uma boa lição com uma boa resposta :)

Vânia e Mariana disse...

lol :)Acho que percebeu.....

jinhos

Sofia disse...

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOLLL
Ele tinha jeito para político, sabes? Ai e tal agora não posso responder às perguntas...
Bjs

Maria de Lurdes disse...

Muito bem respondido!
A relativizar desde pequenino e até já tem jogo de cintura e tudo!

Francisco Rocha disse...

Fantástico. As justificações que os miúdos dão são surpreendentes. Mesmo pequenos são suficientemente inteligentes para avaliar a situação... e obter o que pretendem. Estão permanentemente a estudar o método e a oportunidade de agir. Por certo uma mãe atenta, como é o caso, não deixará fugir esta oportunidade para, justamente - EDUCAR.
Parabéns...