quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

48 horas na vida de uma mãe

Ponho-me a pé de madrugada para ir dar um exame.
Dos 41 alunos inscritos aparecem 8.
Dos 8, 4 desistem.
Ainda não decidi que leitura vou fazer destes números, mas boa não é de certeza.
Três horas depois ter estado a rapar um frio inacreditável e cheia de fome, resolvo ir comer uma sandochas.
Quando lá chego, mesmo antes de entrar, um grupo de mais de 20 putos antecede-me por milímetros.
Desisto e vou comer um hamburguer. Num sítio onde não tinham cola, só tinham pepsi. Onde a maionese tinha acabado e onde a luz faltou três vezes.
Quando chego a casa o CD "As tuas músicas" que tinha encomendado há 15 dias tinha chegado.
Lá o coloco a tocar. À terceira música bloqueia.
Entretanto a lareira está quase a ir à vida.
Decido ir lá colocar um bocado de lenha.
Um bocado que não cabe lá e que tenho que tirar.
Mas quando o quero tirar já está à arder.
Sem saber como parto o vidro da lareira.
Lá atiro o bocado de lenha para a varanda, mas não consigo ser rápida ao ponto de não fazer accionar o alarme de incêndio.
À hora de jantar o puto não janta.
Adormece às 22h e às 3h da matina já está aos berros.
Vou lá e mantenho-me na minha: não o tiro da cama e sento-me no chão ao lado da cama.
45 minutos depois desisto e levo-o para a minha cama.
Fica mais de uma hora a bater palmas às escuras.
Quando finalmente adormece dá-me pontapés nas mamas e nas costas.
Às 7.45h toca o despertador. O puto tinha que ir fazer análises e comer duas horas antes.
Damos-lhe banho e a seguir.... ele não come.
Dou banho, visto-me e.... ele não come.
Arranjo tudo para sairmos e... ele não come.
Resolvo ir com ele em jejum.
Chegamos lá e entra logo. São 10h da manhã.
Berra que nem um desalmado para lhe tirarem o sangue.
Depois metem um saquinho para recolher a urina e que tem que ser mudado de 20 em 20 minutos.
O tempo passa e o puto não mija.
Às 13h em ponto - e depois de uma longa seca - mija.
Chegamos a casa e tinha chegado o meu album digital da gravidez.
Enganaram-se no tipo de papel. Fico fula.
A empregada tem que sair mais cedo.
O Vicente não lancha.
E eu penso: o que me esperará amanhã?

15 comentários:

Um pedaço de azul... um BloGui diferente disse...

Mais paciência e curtir essas coisas... que agora, mais descansada, e deste lado de fora... até são... curiosas....
beijoca e que amanhã nada falhe!

plena disse...

Como te compreendo....mãe de dois que eu sou...uiiii!!
Força......porque nós arranjamos forças não sei onde......mas arranjamos.Basta olhar para a cara laroca deles!!

mylittlebaby.blogs.sapo.pt disse...

Ufa que dia...

Mãe da Tiz disse...

Chiça!!! realmente há dias em que era melhor não sair da cama...

Melhores dias virão ;)

beijos***

Paula disse...

Bem, espero que o dia de hoje esteja a correr muito melhor, apesar da chuva...

Fabiana disse...

Vais ver que só vai pior com o tempo! Por isso boa sorte!!!!!!!!!
Adoro te!

mãe pimpolha disse...

E deixa-me adivinhar, as análises são por causa do peso dele?
Vais ver que não tem nada.
A minha pediatra acha que ele não tem nada e eu acho o mesmo.
Beijocas e depois diz o resultado.

Maria José disse...

Haja Santa paciência.
Como eu te compreendo, estes miúdos.
Mas a melhor coisas deste mundo
bjs

MarGui disse...

A ler o post até parece muito engraçado, mas acredito que se trone muito cansativo, principalmente esse stress de ele não comer.
beijocas

Isa disse...

Existem dias assim... menos bons, mas enquanto houver saúde e boa disposição estamos cá prontos para aturar tudo!

Tudo de bom e mt paciencia e vais ver que o Vicente está optimo e não tem nada!

beijinhos

quica disse...

Desculpa, mas só me deu para rir (acho que é do meu cansaço também). Só desgraças atrás de desgraças, bolas...haja pachorra!

Beijocas

Tânia,Ângelo e Martim disse...

EHEHEHHEHE! Desculpa não é rir de "desgraça" alheia mas a tua descrição está de gritos!!
Beijocas e espero que tenha corrido melhor o dia

Sofia,Pedro e Joana disse...

Olá mamã, realmente há dias que nós nem sabemos muito bem o que mais nos dedicarão...
Beijinhos e bom fim-de-semana, Sofia,Pedro e Joana

Sofia disse...

LOL
Eu gostei da parte do bater palminhas à noite..no escuro..quando é suposto dormir. É-me familiar :D

googler disse...

balagui098
jianada66
niriniya
kamainong
kenuodiya