sexta-feira, 25 de julho de 2008

Olhares

Às vezes olhas para mim como se eu fosse a mais bela criatura do (teu) mundo.
Fascinado.
E eu gravo na memória cada um desses olhares.
Porque sei que jamais alguém voltará a olhar para mim dessa forma.

4 comentários:

Vera disse...

É tão bonito aquilo que escreves-te!!
E sabes que ás vezes penso nisso, os olhares dos nossos filhos tão sérios, tão intensos e apaixonados, é o mais puro e belo dos amores!!;)

Bom fds
Bjs

Mª Vicente disse...

podes crer
beijos

ana disse...

Não há nada que nos toque mais que o olhar apaixonado de um filho... são realmente momentos para recordar...

Bjs

Ana e Duarte

Paula disse...

É muito verdade o que escreves. E esses olhares dos nossos filhos dão forças para mover montanhas e acreditar que tudo é possível.